quinta-feira, abril 17, 2008

Outonos e aniversários




Em breve o Tardes Quentes de Outono completará 4 anos.

O tempo passa rápido e o outono está mais quente a cada ano. Fico pensando no post de aniversário, mas nada me vem à mente. Na verdade haverá o balanço anual de sempre, e como sempre haverá olhares pro passado e expectativas pro futuro. Mas esse não é o momento para analisar, deixe-mos isso para a data magna deste blog.

Pra matar curiosidades (caso existam) sobre o início do blog, deixo alguns trechos de 2 post antigos (na verdade um mega post) de aniversário que podem responder algumas questões.

sexta-feira, 21 de abril de 2006


INTRODUÇÃO

A muito tempo estava querendo falar a respeito dos motivos que me levaram a criar este blog.
No primeiro post eu expliquei, claro, mas nunca expliquei realmente o porquê.
Não que isso seja um mistério, mas é que estava deixando para falar disso no próximo aniversário do por tardes quentes de outono.
Mas então por que estou escrevendo agora?
Unicamente por que eu não sei do futuro, não sei se o blog chegará a fazer seu terceiro aniversário, nem sei se eu estarei postando amanhã.
Então resolvi deixar registrado tudo, ou quase tudo, que influenciou direta ou indiretamente o início do Tardes Quentes de Outono, em quatro partes, quatro capítulos, cada um relacionado a uma característica que está ligada a este blog.


A origem do tardes quentes de outono

Parte I - Influências

Sex, Lies and One Life

Foi por causa desse blog que o Tardes Quentes de Outono nasceu.
Esse blog pertenceu a uma garota que fazia jornalismo. Nele havia os relatos de seus pequenos acontecimentos diários, sua vida com a namorada E., suas opiniões sobre homossexualidade, a vida difícil de uma jovem adulta para poder arranjar um emprego de madrugada enquanto dava um tempo na faculdade, além das pequenas poesias diárias da vida de uma pessoa tão comum quanto nós.
Eu me lembro muito bem...
Havia acabado de entrar na faculdade quando descobri esse blog. E quando chegava em casa a noite, ia naquele pequeno espaço e lia... apenas lia.
Não havia nada de extraordinário naquele blog (talvez fosse por isso que me chamou a atenção), mas o conteúdo bastava por si só, opiniões de uma pessoa que sabia escrever muito bem e traduzir seu cotidiano de forma simples (provavelmente não de propósito).
Eu gostava de sua visão pessoal de seus próprios problemas e suas próprias conquistas.
Aquele blog era especial.
Esse blog, dessa garota (e eu nem sei se devo me referir a ela assim), foi o responsável principal para o início do Tardes Quentes na Wired.


Life is But a Dream (Eu na Chuva)

Este é outro blog que influenciou diretamente na criação do Tardes Quentes de Outono.
Eu o achei em uma madrugada perdida, logo após ler o Sex, Lies and One Life. O que mais me chamou a atenção primeiramente foi o template interativo dele, não havia visto nenhum outro blog como aquele (logo depois descobri que era um blog com estrutura de um site).
Ao contrário do Sex, Lies and One Life o Life is But a Dream (Eu na Chuva), tinha como dono uma garota que fazia veterinária e era viciada em fazer arte no photoshop.
E sobre o que ela falava?
Ela não discorria seu cotidiano em textos grandes e poesias, mas em pequenos textos, observações, vãs filosfias...
Sempre pequenos textos, em sua grande maioria.
Não sei como conseguia resumir tanto em tão pouco.
E foi de grande influência para o início desse espaço...
Era um blog especial, cheio de surpresas, cheio de uma leveza que me faltava naquela época...

Dúvidas

- Porque eu tive como influência dois blogs de mulheres? Poderia ser essa sua dúvida?
Na verdade não sei, acaso talvez... Havia sentimentos neles

- Que influências foram essas afinal? Tipo a estrutura ou forma de escrever, algo assim?
Nunca quis copiar a formas delas se expressarem, embora eu adorasse as diferenças de cada uma. Mas eu estaria mentindo se dissesse que não há elementos deles aqui, claro que há, como a trilha sonora e a minha auto-descrição. Mas a forma de escrever é minha, pessoal. (até porque eu não escrevo bem, nem tenho capacidade de sintetizar as coisas de forma inteligível).


- Esses blogs ainda existem?
Um infelizmente não (Sex, Lies and One Life). Claro que ela pode ter mudado de url, mas eu desconheço algum blog que seja dela... O Life is But a Dream continua firme e forte (você pode encontrar link dele aqui no blog)

Continua...

sábado, 22 de abril de 2006

A origem do Tardes Quentes de Outono
Parte II - A origem do nome

Poucos sabem, mas eu tinha um blog antes desse, na verdade um blog bem diferente deste...
Fiquei menos de um ano com ele, e o encerrei... mas ele ainda existe, perdido por ai, talvez você já até tenha o lido sem saber.
Depois de um tempo sem escrever, e devido aos acontecimentos daquela época, resolvi criar um outro blog.... mas um blog que eu não precisasse ser um idoso, nem morasse em uma casa caindo aos pedaços, ou precisasse voltar cada vez mais para a velha floresta, me perder e encontrar cavaleiros andantes atrás de moinhos de vento...
Algo em que e pudesse ser eu...
mas como se chamaria?

O nome, basicamente veio de um texto que escrevi a alguns anos que relatava uma conversa com uma brisa que passava, enquanto eu estava no terraço da minha casa...
Suas palavras faziam lembrar as tardes de outono da minha cidade, fins de tarde onde pequenas brisas quentes passavam pelo fim da tarde fria.
Parece até uma contradição falar em tardes quentes de outono, que é uma estação fria, mas devido a posição geográfica brasileira, não é nem um pouco de se estranhar...
Esse nome me é muito especial... ele vem das lembranças de um garoto que ficava feito bobo, olhando as folhas que caiam de algumas árvores e faziam um tapete de folhas no chão da rua por onde ele passava, um garoto que esperava os pores-do-sol que tingiam a cidade de um dourado que nunca poderia descrever em palavras...
Tudo
que temos são nossas lembranças, lembranças de uma vida simples, muito antes de todas as tragédias e dificuldades que hoje destoam dessas lembranças...

E são nessas lembranças que constam a origem do Tardes Quentes de Outono...



Ta bom de passados não é?

Um comentário:

rachel disse...

E em toda essa retrospectiva, eu notei que também faz um tempo que o seu blog chamou a minha atenção. Lembro até o mes, foi em outubro de 2005!!! Faz um tempo, hei.
Aqui eu me sinto em casa. Pra mim essa casa existirá pra sempre, mas espero que continue por mais anos e anos. Pois eu continuarei frequentando.
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem procura...